Cristina Amorim

……………… Economia e Gestão do setor Saúde ………………

A evolução dos gastos com a saúde 2002 a 2013

A empresa Data Popular, voltada para pesquisa de mercado, utilizando dados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF/IBGE), divulgou dados segundo a quais os gastos familiares com saúde aumentaram 54% entre 2002 e 2013. O significado desse percentual deve ser visto com a relatividade que todo indicador merece. Sugiro considerar dois pontos.

Primeiro, a cesta de bens e serviços de saúde mudou na última década, ampliou a quantidade e a qualidade dos itens, assim, a comparação entre os gastos de 2002 e 2013 não se dá sobre os mesmos produtos. Situação semelhante ao que ocorre, por exemplo, com os gastos com telefonia – em 2012 usávamos telefone fixo e um celular, quando muito; hoje usamos muitos outros serviços. Segundo, a POF considera mais de 10 itens de consumo (alimentação, habitação, vestuário, etc.) e, no caso da saúde, agrega os gastos com assistência à saúde e higiene. O aludido aumento do item saúde indica que outros perderam peso relativo (como por exemplo, a alimentação). Assim, o melhor entendimento do significado do percentual só é possível à luz dos outros itens de despesa familiar, dos preços reais dos produtos e serviços, da renda disponível do consumo e vários outros indicadores.

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: